⚕️ » O Guia Definitivo 2020 para Idosos que Estão a Utilizar CBD Pela Primeira Vez. Nunca experimentou? Comece por aqui!

Neste momento, 14% dos adultos Americanos utilizam canabidiol (CBD). Apenas 8% dos adultos com mais de 65 anos utilizam atualmente CBD. De acordo com a mesma sondagem, 49% dos adultos com mais de 65 anos não estão familiarizados com óleo de CBD e outros produtos com CBD.
Isto é potencialmente um problema porque os idosos são o grupo populacional que mais pode beneficiar da utilização de um unguento ou cápsula de CBD. Estima-se que 65% dos idosos sofram de dor. Até 30% dos idosos sofrem de dor crónica. Uma vez que o CBD pode aliviar sintomas de dor, é importante que os idosos aprendam mais sobre o CBD como alternativa a analgésicos viciantes.

Porque é que as pessoas utilizam CBD?

As pessoas utilizam tinturas, produtos tópicos, comestíveis, e cápsulas de CBD por vários motivos. Neste momento, a Food and Drug Administration (FDA) ainda está a determinar a eficácia dos diferentes produtos de CBD. Existe um medicamento aprovado pela FDA que foi concebido para tratar duas formas raras de epilepsia. Para além disso, a FDA ainda está a investigar a eficácia do CBD no tratamento de outras doenças.
Os utilizadores de CBD tomam CBD para uma série de benefícios. De acordo com a Gallup, 40% das pessoas tomam CBD para a dor. Enquanto que 20% das pessoas utilizam CBD para lidar com a ansiedade, outros 11% tomam CBD para insónias. Estima-se que 8% dos utilizadores tomam CBD para a artrite, devido à sua capacidade de reduzir a dor e inflamação.
Dor, ansiedade, insónias e artrite são as quatro principais razões pelas quais as pessoas dizem que tomam CBD. Algumas das razões menos comuns pelas quais as pessoas utilizam o CBD são as seguintes:

  • Enxaquecas e dores de cabeça
  • Espasmos musculares e dor
  • Stress
  • Depressão
  • Transtorno de stress pós-traumático (TEPT) e outros problemas de saúde mental
  • Cuidados com a pele
  • Questões gastrointestinais

Como funciona o CBD?

Em 2018, o valor das vendas de CBD foram apenas de 500 milhões de dólares. Em 2019, as vendas saltaram para 1,8 mil milhões de dólares. Em 2025, espera-se que o mercado atinja os 23 mil milhões de dólares nos Estados Unidos.
A principal razão do crescimento deste mercado é devido aos fins medicinais e terapêuticos do CBD, assim como a geral ausência de efeitos secundários. Ao contrário de analgésicos por receita, o CBD é, regra geral, considerado seguro e não viciante. Devido à aprovação da Farm Bill de 2018, é agora legal comprar CBD derivado do cânhamo.
Quer esteja a utilizar um creme de CBD ou uma tintura de CBD, o seu produto é feito a partir do mesmo composto. O CBD é um dos 113 canabinóides existentes conhecidos dentro da planta de canábis. O Tetraidrocanabinol (THC) é outro dos canabinóides do canábis, e é o composto responsável pelo efeito de ficar drogado. O CBD é completamente diferente e não o vai deixar drogado. Em vez disso, pode funcionar no tratamento de afeções, como dores musculares e insónias.
Pode esfregar um bálsamo de CBD em articulações dolorosas ou utilizar uma tintura de CBD debaixo da língua. Também é possível comprar outros produtos à base de CBD, como mel e comprimidos de CBD. O método de administração mais correto depende do efeito pretendido. Se tiver dores musculares ou dores nas articulações devido à artrite, os produtos de uso tópico com CBD são provavelmente a melhor opção. Para quem sofre de ansiedade, produtos comestíveis como um óleo de CBD ou gomas são muito provavelmente a melhor opção.

Quanto CBD devo tomar na primeira vez?

A dosagem de CBD necessária para pessoas doentes depende da doença e da rapidez com que querem alcançar resultados. Para doenças como a ansiedade, pode levar várias semanas para que o CBD produza um efeito visível. Devido a este facto, é importante ser cauteloso em aumentar a dose até se saber se a quantidade atual está a funcionar ou não.
O canábis é utilizado por pessoas há milhares de anos. Infelizmente, a produção de cânhamo só foi legalizada a nível Federal nos últimos 2 anos. Por este motivo, os investigadores ainda estão a trabalhar para determinar todos os efeitos do CBD. Até que mais ensaios clínicos sejam feitos, a dosagem de CBD necessária para diferentes doenças irá continuar a ser desconhecida.
Neste momento as pessoas baseiam a sua dosagem em relatórios anedóticos de outros utilizadores. Regra geral, deve começar com a dose mais baixa possível e aumentá-la gradualmente até encontrar a quantidade certa. A sua química corporal e peso irão ser um fator importante em determinar a quantidade necessária.
Além disso, o formato de CBD pode determinar o quanto é necessário. Enquanto que as gomas de CBD contêm uma dose de 5 miligramas em cada goma, uma tintura de CBD tem normalmente um miligrama em cada gota. Os seguintes produtos são alguns dos diferentes formatos de CBD que se podem comprar.

  • Comprimidos e cápsulas de CBD
  • Vaporizadores
  • Tinturas e óleos de CBD
  • Comestíveis
  • Tópicos de CBD, como cremes, loções e unguentos

Regra geral, os comestíveis e comprimidos irão demorar mais tempo a surtir efeito do que uma tintura ou um spray. Enquanto que os vaporizadores ou fumar CBD podem fazer efeito mais rápido, os efeitos respiratórios provavelmente não valem a pena. Os investigadores ainda precisam de aprender mais sobre CBD para saber como a utilização de vaporizadores ou fumar diretamente afetam o organismo, mas é seguro dizer que fumar ou utilizar vaporizadores de qualquer produto pode levar a efeitos negativos.A quantia a tomar também pode depender da doença que se tem. Se sofre de artrite, a Arthritis Foundation recomenda que se comece com uma dose sublingual de CBD duas vezes por dia. Pode começar por tomar um par de miligramas de cada vez. Se não obtiver os resultados pretendidos no espaço de uma semana, pode tentar aumentar a sua dose.Deve também ter em mente que pode demorar horas até que certos produtos produzam efeito. Por exemplo, os comestíveis podem demorar até algumas horas a fazer efeito porque são absorvidos através do seu sistema digestivo. Se tomar CBD de forma sublingual, este será absorvido mais rapidamente porque é absorvido diretamente na sua corrente sanguínea. Um unguento de CBD ou um produto tópico similar levará cerca de 45 a 60 minutos a fazer efeito, e as tinturas de CBD farão efeito cerca de 15 a 45 minutos depois de as colocar debaixo da língua.

Como encontrar um fornecedor seguro?

Os produtos de cânhamo só foram legalizados recentemente, o que significa que o mercado está a passar por algumas dores de crescimento. Neste momento, existem muito poucos regulamentos relativos à produção e distribuição de CBD. Infelizmente, alguns fornecedores foram apanhados a vender produtos que não contêm tanto CBD como anunciado no rótulo. Alguns produtos de CBD não contêm qualquer CBD, ou foi descoberto a presença de contaminantes nocivos. Para conseguir os benefícios médicos desejados, tem que encontrar um fornecedor seguro e respeitável.
Pode começar por procurar empresas que já estejam neste negócio há muito tempo. Leia os testemunhos e opiniões para ver se outros clientes gostaram dos produtos que compraram à empresa. Além disso, procure encontrar uma empresa que utilize um laboratório de terceiros para testar os seus produtos. Se a empresa for respeitável, o relatório de laboratório será incluído no seu site para que os clientes possam rever o mesmo.

O CBD é seguro?

Embora os cientistas ainda precisem de aprender mais sobre os diferentes efeitos secundários, já se sabe que os cremes e outros produtos de CBD são seguros de utilizar. Uma vez que um medicamento baseado em CBD já foi aprovado pela FDA, os médicos têm regra geral uma boa ideia sobre os riscos associados com o consumo de CBD. Para além de relatos relativamente raros com questões menores como fadiga, ganho de peso, insónia e perda de peso, há muito poucos relatos de efeitos secundários graves. Além disso, os cientistas não encontraram qualquer potencial de abuso ou dependência.
Mesmo quando o CBD é utilizado em grandes quantidades, os investigadores ainda consideram ser seguro. Em alguns estudos, os investigadores deram até 1,500 miligramas de CBD aos participantes num único dia. Mesmo a este nível extremamente elevado, o CBD não produziu euforia ou quaisquer outros problemas graves. Isto é notavelmente diferente do que acontece com as alternativas ao CBD, como os analgésicos de prescrição médica. Os opioides são conhecidos por serem viciantes e potencialmente mortais, razões estas pelo qual tantos seniores recorrem ao CBD como alternativa.

CBD e interações com outros medicamentos

Enquanto que adultos saudáveis podem frequentemente começar com 5 miligramas de CBD por dia, os pacientes idosos e as pessoas que tomem outros medicamentos devem começar com doses mais baixas, a rondar os 2,5 miligramas por dia, até identificarem qual o impacto no corpo. É também importante falar com o seu médico antes de tomar CBD.
Embora o CBD seja geralmente considerado seguro, os investigadores sabem que este pode afetar a forma como os medicamentos são metabolizados pelo organismo. Isto significa que pode aumentar ou diminuir a eficácia de medicamentos, como medicação para o humor, anti-cancerígenos, anti-histamínicos, para o colesterol e diluentes sanguíneos. Uma boa regra é ler a bula e procurar um aviso sobre toranjas. Se a bula adverte para não consumir toranja enquanto toma a medicação, nesse caso deve evitar o consumo de CBD.

O que é o efeito de Entourage?

Atualmente, os cientistas pensam que o CBD pode trabalhar em conjunto com outros canabinóides através de um efeito de entourage. Isto significa que os efeitos de CBD podem ser acentuados pela presença de canabinóides como o THC. Devido a este facto, muitas empresas disponibilizam CBD de espectro total e de espectro largo.
O CBD de espectro total contem uma série de canabinóides e terpenos. Devido a ter um espectro total de compostos, contém algum THC. Embora o CBD de espectro total não tenha THC suficiente para o drogar, pode ser suficiente para o fazer reprovar num teste de drogas. Entretanto, o CBD de espectro largo é processado para remover quaisquer vestígios de THC. Se desejar CBD puro, o CBD isolado é processado para remover quaisquer canabinóides que terpenos que não sejam CBD.
Se quiser usufruir do efeito de entourage através do seu bálsamo de CBD, precisa de comprar um produto com CBD de espectro total ou espectro largo. Nesta fase, os investigadores acreditam que o CBD e o THC trabalham em conjunto para alcançar efeitos diferentes. Ao utilizar um produto de espectro total, poderá realçar os seus resultados.

Vantagens da utilização de CBD para idosos

Durante bastante tempo, muitos idosos estavam preocupados em utilizar CBD devido aos estereótipos associados a utilizadores de marijuana. Felizmente, a legalização do CBD ajudou os idosos a descobrir as várias formas como o CBD pode melhorar a sua qualidade de vida. Quer utilize mel de CBD no seu chá ou use um óleo de CBD por baixo da língua, há vários métodos de administração disponíveis.
Uma das maiores vantagens provenientes da utilização do CBD é o alívio da dor. Estudos clínicos têm demonstrado que o CBD é eficaz na redução da dor nos nervos e da artrite. Além disso, o CBD é consideravelmente mais seguro e menos viciante do que os medicamentos receitados.
Sabe-se também que o CBD causa um efeito calmante, o que pode reduzir os níveis de ansiedade e stress. Alguns estudos demonstram que o CBD também pode aumentar a força óssea. Esta é uma característica útil para muitos idosos, uma vez é uma população mais propensa a desenvolver fraturas ósseas. O canábis e o CBD são também benéficos para quem sofre de esclerose múltipla.
Outros estudos revelam que o CBD é útil no tratamento do glaucoma, que é uma espécie de doença neurodegenerativa. Normalmente a visão é afetada através de um aumento de pressão nos olhos. Estudos mostram que os canabinóides podem reduzir esta pressão até 25%. O CBD é útil também para reduzir a dor associada a este aumento de pressão.
Embora os adultos mais velhos tenham menos probabilidade de desfrutar de uma boa noite de descanso, ainda assim precisam de dormir tanto quanto adultos mais jovens. O cérebro precisa de dormir para se regenerar e curar. Ao melhorar a qualidade do sono e ao reduzir as insónias, o CBD pode melhorar a sua saúde geral.

Será CBD a melhor escolha certa para mim?

O CBD tem muitos benefícios para a saúde e pode ajudar com uma série de patologias. A decisão de tomar ou não tomar CBD depende totalmente da sua situação específica. Se tem uma condição médica que o CBD pode tratar, pode querer experimentar para ver se ajuda a melhorar a situação.
Antes de tomar qualquer suplemento ou medicação, deve sempre falar primeiro com o seu médico. O seu médico pode ajudá-lo a descobrir a dosagem adequada. Além disso, o seu médico pode ajudá-lo a descobrir se algum dos seus medicamentos atuais pode ter uma interação negativa com o CBD.

O Dr. Igor Bussel, M.D., M.S., M.H.A., é um médico cientista e cirurgião oftalmologista. Antes de frequentar a Chicago Medical School, trabalhou como investigador no Laboratório de Farmacologia Healthspan na Universidade da Califórnia, em Irvine, e focou-se na investigação do impacto dos extratos botânicos e suplementos alimentares que podem retardar o processo de envelhecimento e acrescentar anos saudáveis à vida humana. Serviu como consultor clínico/científico para empresas em fases diferentes, concentradas no desenvolvimento de intervenções para doenças relacionadas com o envelhecimento.
O Dr. Igor começou a aprender sobre o CBD através da sua investigação, assim como das experiências de pacientes, e desde então tornou-se um defensor da sua eficácia. Juntou-se ao ativista de longa data Richard Cowan para co-criar a CBD Seniors em 2020.

Dr. Igor Bussel, M.D., M.S., M.H.A

Dr. Igor Bussel, M.D., M.S., M.H.A is a clinician-scientist and ophthalmic surgeon. Before attending Chicago Medical School, he worked as a Research Scientist in a Healthspan Pharmacology Laboratory at University of California, Irvine focused on investigating the impact of botanical extracts and dietary supplements that can slow the aging process and add healthy years to human life. He has served as a clinical/scientific consultant to multiple stage companies focused on developing interventions for age-related diseases.

Dr. Igor started to learn about CBD through his research as well as from patient experiences and has since become an advocate for their efficacy. He teamed up with long-time activist Richard Cowan to co-create CBD Seniors in 2020.

View all posts

Dr. Igor Bussel, M.D., M.S., M.H.A

Dr. Igor Bussel, M.D., M.S., M.H.A is a clinician-scientist and ophthalmic surgeon. Before attending Chicago Medical School, he worked as a Research Scientist in a Healthspan Pharmacology Laboratory at University of California, Irvine focused on investigating the impact of botanical extracts and...